Foto de Quaresma Rosa.

 

 

“Estando reformado, não quis parar com a minha actividade docente. Sabendo da existência da UNISETI propus-me como docente. Este desejo de leccionar adultos, prende-se, também, com o facto de ter sido professor durante muitos anos de alunos adultos no Liceu Pedro Nunes, em Lisboa. Assim, iniciei a minha actividade, tendo verificado – o que me deu enorme satisfação – a existência de alguns alunos, realmente muito interessados e com amplos conhecimentos. Procurei e procuro, sempre, colaboração por parte dos alunos, o que se tem verificado. Além disso, tenho construído boas amizades sendo eu, mais que um mestre à moda antiga, um orientador e um eterno aluno.

Na nova cadeira que lecciono este ano – ‘O Romance Histórico em Portugal – de Herculano aos nossos dias’ – iniciada a título experimental no pretérito ano lectivo (às sextas-feiras), verifiquei uma grande adesão e tenho sabido da corrida a alfarrabistas, em Setúbal e noutras localidades. Além de aulas teóricas, haverá a leitura e debate de uma obra por autor. A maioria dos alunos, são-no também, das aulas de História, que, no presente ano lectivo, trata dos factos de ordem vária, ocorridos entre o início do Liberalismo (1820) e a Implantação da Republica (1910).

Para terminar, direi estar bastante motivado para, conjuntamente com os alunos, estudar, investigar e constatar o pouco que sei, por algo saber.”

 

(Manuel de Vilhena, Prof. de “Portugal, do Liberalismo à Republica” e de “Romance Histórico em Portugal”, ao centro na foto.)