IMG_9913[1]

 

 

Pelo segundo ano consecutivo, a Universidade Sénior de Setúbal levou a efeito a sua festa solidária de Natal. Desta feita, a recolha de géneros alimentícios destinou-se a auxiliar o Centro de Apoio ao Sem Abrigo (CASA), instituição sedeada na Fonte Nova.

O auditório Charlot foi palco, na tarde de quinta-feira, de um espectáculo natalício da Uniseti, sendo que os bilhetes de ingresso ao mesmo foram levantados na secretaria da universidade, com uma particularidade: um bilhete em troca de um produto alimentar não perecível (leite, cereais, enlatados…)

“A festa natalícia do ano passado da Uniseti destinou-se a auxiliar a instituição SOS Bébe, então com a recolha de géneros utilitários para crianças e bebés,” começou por recordar ao nosso jornal o reitor da Universidade Sénior de Setúbal.

Brissos Lino acrescentou que para esta que é a segunda edição do Natal solidária da instituição de ensino, “escolhemos a CASA, uma IPSS que trabalha com o intuito de minimizar as carências alimentares dos mais carenciados da nossa cidade”, frisou o responsável.

O espectáculo de entrega destes produtos destinados à CASA teve lugar na tarde de sexta-feira, nas instalações do Club Setubalense, sitas na avenida Luísa Todi, tendo actuado naquele evento, as turmas de viola, Inglês, Arte de Dizer, Grupo de Cantares da Universidade Sénior de Setúbal.

Ana Lourenço, directora do Centro de Apoio ao Sem-Abrigo (CASA), instituição que viu inaugurar, no passado mês de Julho, a sua sede social na Rua do Pandeiro, freguesia da Anunciada, confessou ao nosso jornal estar “encantada” com este gesto por parte da Uniseti.

“Tudo o que nos possam dar nunca, nunca será demais para ajudarmos quem mais precisa, ou seja 50 famílias carenciadas, num total de 150 pessoas, provenientes das diversas freguesias do concelho de Setúbal”, afiançou Ana Lourenço.

A sede desta instituição particular de solidariedade social, sita na freguesia de Nossa Senhora da Anunciada, avançou estar agendada, para o próximo sábado, na Associação de Socorros Mútuos Setubalense, a Ceia de Natal dos seus mais directos beneficiários.

“Felizmente, temos contado com auxílios das mais diversas juntas de freguesias, e já conseguimos equipar a cozinha da nossa sede, pelo que vamos, a partir de Janeiro, começaremos a lá confeccionar refeições,” lamentando, contudo, “não conseguirmos dar resposta à lista das 50 pessoas que estão em lista de espera.”

Fonte: Teodoro João, jornal O Setubalense, 17/12/12.

Fotos: Cília Costa.

 

IMG_9928[1]

 

IMG_9914[1]

 

IMG_9923[1]

 

IMG_9921[1]

IMG_9919[1]

IMG_9909[1]

IMG_9937[1]

 

IMG_9942[1]

 

IMG_9953[1]

 

IMG_9955[1]